Emoções afinadas com a música no projeto em Caconde

Caconde007

A harmonia nas aulas de música do projeto O Palco em Caconde requer preparo musical e também psicológico. É com essa ideia que o professor Ângelo Cyrino trabalha com a turma no interior de São Paulo, pois ao mesmo tempo que ensina os pequenos a dominar os instrumentos, sabe que o controle das emoções pode ser fundamental na música.

 
“O foco é deixá-los prontos, tanto psicologicamente, quanto tocando com a parte prática da música. O repertório está pronto, mas é preciso desenvoltura. Em um evento, um concerto, o emocional pode atrapalhar a parte musical”, alerta o professor Ângelo.

 
Cyrino trabalha com as crianças um repertório mínimo de seis até oito peças, de modo que as crianças estão sempre prontas e dispostas para um convite. O educador adianta que já houve uma sondagem da Secretaria de Cultura para uma ação com os alunos do projeto O Palco na comemoração de 7 de setembro. Se a proposta se concretizar, as crianças devem apresentar não somente as músicas aprendidas nas aulas, mas também o domínio das emoções.

 
“Eles estão demostrando uma vontade imensa e querem sempre mais, por isso o meu destaque é para todos os alunos, pois eles agem como um grupo”, elogia o educador, que também vibrou a chegada de três novos alunos no segundo semestre do projeto.

 
O projeto O Palco em Caconde se manteve pelo segundo ano consecutivo ativo em virtude do esforço e dedicação do município que reconheceu os méritos da iniciativa que chegou na cidade no interior paulista no início de 2017.