Os resultados do projeto Acessibilidade em 2019

O ano de 2019 foi marcado por diversas realizações e fortalecimento de projetos, como é o caso do programa de Acessibilidade, promovido pelo Polo Cultural no CEU Jaçanã desde 2017. Junto das turmas de teatro e balé, no projeto O Palco, o Acessibilidade continuou proporcionado mudanças significativas na rotina de crianças e adolescentes com deficiência física e intelectual da zona norte de São Paulo.
Ações que envolvam movimentações artísticas são extrema importância no desenvolvimento humano. Quando trabalhadas com crianças e jovens deficientes não é diferente. Durante as aulas e espetáculos, alunos de diversos projetos – com deficiência ou não – sem juntaram e se apoiaram para criar um trabalho único e cheio de emoção. O resultado desse trabalho pôde ser visto durante as apresentações de encerramento do ano de 2019, no dia 30 de novembro, no Jaçanã.
Uma criança com deficiência tem suas carências e limitações, mas no teatro isso não a impede de nada. Tudo na arte é adaptável. Quem não sabe ou não consegue dançar, não dança, mas ganha outro papel e assume uma nova função. Nós respeitamos essas limitações, ao mesmo tempo em que celebramos as particularidades e talentos que cada aluno descobriu ao longo do ano.
Desde o começo, o objetivo do Polo Cultural é fomentar a arte e a cultura de regiões com carência de oportunidades. Hoje, para além disso, nossa missão é contribuir com a inclusão de crianças e jovens com deficiência, para que se sintam parte fundamental desse movimento que só cresce.
Nos tornamos um ponto de cultura no Jaçanã em 2008. Nossas ações foram sementes que hoje, mais de 10 anos depois, ainda rendem frutos na vida de centenas de jovens. Em 2020 as aulas do projeto Acessibilidade iniciarão mais um ciclo letivo no CEU Jaçanã, com novos e antigos membros. O resultado é lindo: um ajudando o outro, fazendo as dificuldades passarem despercebidas. Empatia e união, essa é a razão do nosso trabalho.