O movimento da dança desperta crianças em Bauru

A professora Bel Droppa começou como educadora de O Palco cheia de expectativas para as aulas. Agora, com alguns meses de execução do projeto, a vibração em falar sobre a iniciativa é a mesma, com uma diferença substancial: o orgulho!
 
É com orgulho que Bel conta sobre a evolução dos pequenos alunos e pelo despertas das artes na vida desses bauruenses. “É incrível ver um grupo se desenvolvendo. Dançar, apesar de ser comum, é um movimento muito íntimo e as crianças estão crescendo com isso e gostando da experiência”, conta a professora de dança contemporânea.
 
Se um enorme orgulho escapa na voz aguda é porque Bel não faz nenhuma questão de disfarçar a alegria que sente em conduzir o projeto O Palco com as crianças. Ela é movida pela paixão pelas artes e vontade de dividir os aprendizados que a dança lhe deu.
 
“No geral, de verdade, está tudo sendo muito positivo, é uma turma muito boa. As crianças são super dedicadas, estão empolgadas em aprender. É uma coisa gostosa de escutar, que elas estão gostando”, avalia.
 
A cidade de Bauru tem como tema para a apresentação de final de ano “As crianças que mudam o mundo” e irá trabalhar em três vias diferentes para evidenciar as capacidades das crianças na infância e o impacto das brincadeiras na construção de uma sociedade melhor.