No primeiro Dia dos Pais, professor de O Palco planeja educar com artes

O ano de 2018 marca a entrada de uma nova personagem na vida do professor de teatro Fernando Fersa, do projeto O Palco, do Polo Cultural. Ele se tornou pai e a pequena Mariah já chegou com ares de protagonista.
“Sempre tive vontade de ser pai. E sendo pai eu consegui descobri o que é o amor de verdade um amor que não que não consigo explicar,o amor que sinto pela pequena Mariah é um sentimento que nunca tinha vivenciado antes é um amor diferente enfim estou amando essa nova experiência”, vibra o pai emocionado.
Além das emoções que dominam essa primeira etapa da paternidade, os pensamentos sobre o futuro são quase inevitáveis, apesar da extrema conexão com o presente pela chegada de uma nova pessoa. Fersa não deixa de pensar na educação da pequena Mariah, mas a convicção de que as artes devem fazer parte de sua experiência de mundo o tranquilizam.
“Eu acredito que a arte é fundamental não apenas para a criança mas para o desenvolvimento do ser humano! E espero e desejo que minha filha se relacione com todas as linguagens artísticas possíveis”, projetou o pai e professor de teatro.
Fernando Fersa já enxerga nos sorrisos, nas risadas e até no choro da filha uma manifestação natural e – por que não? – artística, pois a arte nada mais é do que uma forma de se comunicar com o mundo. “Com o tempo, ela começa a conhecer outros meios para manisfestar o que está sentindo seja pintando, desenhando, dançando ou criando personagens”, afirma.
“A arte é de suma importância na vida de qualquer ser, ainda mais sendo criança”, conclui, desejando um Dia dos Pais, tão especial como o seu para todos que compartilham o sentimento especial da paternidade.